Primeiro imóvel: 5 dicas para estudantes que pretender adquirir o seu

Ter cautela é um dos fatores essenciais para fechar um bom negócio

Quem já foi um estudante universitário sabe o quanto é difícil se manter financeiramente. Um desafio que se torna ainda maior para aqueles que decidem conciliar os estudos com a compra do seu primeiro imóvel. Se você sonha em comprar apartamento no Bigorrilho, em Curitiba, por exemplo, deve saber que vai pagar quase R$ 8 mil o metro quadrado. Mas, por mais difícil que seja, não é impossível adquirir algo ainda na juventude.

5 dicas para estudantes que pretender adquirir o seu imóvel

O segredo é ser cauteloso, tanto para a economia financeira, quanto para a hora de efetivar um negócio. Estar atento a boas oportunidades e pesquisar muito sobre o assunto são as primeiras medidas a serem tomadas na busca pelo seu primeiro imóvel. E para que você não erre nessa jornada, preparamos alguns conselhos úteis. Confira:

estudantes imovel dicas

Poupe dinheiro

Já comentamos que economizar enquanto estudante é uma ação extremamente difícil, mas, ao mesmo tempo, muito necessária para quem está pensando em comprar um imóvel. Pois, por mais que um financiamento seja possível, será preciso uma porcentagem do valor da propriedade como entrada, sem contar com a documentação, que não é tão barata e só pode ser paga à vista.

Então, poupe o quanto conseguir. Faça um planejamento financeiro e economize até nas coisas mais simples. Que tal deixar de lanchar na cantina da faculdade e ter aquela fruta ou cereal na bolsa para a hora que bater a fome? Uma atitude simples, mas que no final do mês faz toda a diferença.

Defina as características do que você procura

Iniciar a busca por um imóvel sem saber exatamente o que está procurando, significa acabar cansado e frustrado. Por isso, depois de começar a economizar dinheiro, o próximo passo é definir o que você procura. Qual região é atraente para você (de acordo com a localização do trabalho e da faculdade), faixa de valor do imóvel, se a preferência é por imóveis novos ou usados. Tudo isso deve ser levado em consideração antes de fechar negócio.

Se o imóvel for usado, por exemplo, se atente a questões relacionadas à estrutura e conservação. Valor do condomínio também é algo que precisa ser colocado na ponta do lápis. Afinal, tudo isso pode terminar em despesas e você precisa saber se poderá arcar com elas ou não.

Analise a documentação do imóvel

Depois de buscar algumas opções que lhe agradam, não assine a compra de nenhum imóvel sem antes checar toda a documentação. É isso que vai garantir que a propriedade realmente está regular e sem nenhuma dívida. Se possível, conte com a assessoria de um advogado neste momento. Certidões, matrícula atualizada,  Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e até os recibos de condomínio, são documentos que precisam ser analisados.

Escute os mais experientes

Por mais que você pense que já é adulto e não precisa de mais ninguém, escutar pessoas mais experientes que você pode ser crucial nesses momentos. Lembre-se, é a primeira vez que você está comprando um imóvel, não sabe quase nada sobre o assunto, então, com certeza alguém que já passou pela mesma situação poderá te ajudar de alguma maneira. Peça opinião!

Conte com ajuda profissional

Além de tomar todos os cuidados que já citamos, se você puder, opte por fazer a busca do seu primeiro apartamento com a assessoria de um corretor de imóveis ou de uma imobiliária de confiança. Apenas especialistas no assunto poderão sanar todas as suas dúvidas, oferecer muitas opções de negócios e indicar as melhores. Mas, não esqueça de verificar se esse profissional é inscrito no CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis).

Agora que você já sabe algumas dicas valiosas para ir em busca a da sua casa própria, é só colocar em prática e fazer um ótimo negócio!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *