Pronatec acabou? SAIBA A VERDADE AGORA!


É verdade que o Pronatec acabou? Por que não estão abrindo novas vagas para se qualificar pelo programa? Entenda o que está acontecendo com a iniciativa do Governo Federal.

Todos os anos, muitos boatos no início do ano surgem, e é preciso esclarecer a verdade.Um boato que tem surgido com força na mídia e nas redes sociais é o de que o pronatec acabou, mas hoje vamos te falar a verdade e esclarecer os fatos, acompanhe conosco.

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) foi criado em 2011, com o propósito de ampliar o acesso à educação profissional e tecnológica. Em quatro anos, foram distribuídas 8 milhões de oportunidades educacionais em todo o Brasil.

Será que o Pronatec acabou? (Foto: Divulgação)

Será que o Pronatec acabou? (Foto: Divulgação)

Entenda o Pronatec

O Pronatec tem se encarregado de formar mão-de-obra qualificada para as empresas, além do que também estimula a geração de novas vagas de emprego. O programa chega até mesmo aos lugares mais remotos do país, tendo como público-alvo: estudantes da rede pública, solicitantes de seguro desemprego, trabalhadores e beneficiários de programas de transferência de renda.

Cursos gratuitos do Pronatec

O Pronatec tem ganhado cada vez mais visibilidade no Brasil, com uma oferta de 864 opções de cursos gratuitos. As vagas estão distribuídas em duas modalidades: formação inicial e continuada (carga horária mínima de 160 horas) e habilitação técnica (a partir de 800 horas). São, ao todo, 13 eixos tecnológicos valorizados com o catálogo do Pronatec.

Para promover os seus cursos gratuitos, o Pronatec conta com grandes parceiros, como é o caso do SENAI, SENAC, SENAR e SENAT. Além do sistema S, o programa também conta com os institutos federais e escolas estaduais. Nos últimos dois anos, as universidades particulares também se transformaram em importantes parceiras.

O Pronatec acabou?

Nos últimos meses, muitas pessoas estão se perguntando: Será que o Pronatec acabou? Essa dúvida se agravou principalmente depois que algumas instituições de ensino cancelaram as novas turmas do Pronatec 2015, que seriam abertas no âmbito do programa. Essa situação tem preocupado muitos estudantes, que pretendem fazer um curso gratuito profissionalizante nesse ano.

O Governo ainda não repassou a verba para as instituições parceiras. (Foto: Divulgação)

O Governo ainda não repassou a verba para as instituições parceiras. (Foto: Divulgação)

O Pronatec NÃO acabou. Ele continua existindo como uma iniciativa poderosa para aumentar o número de trabalhadores brasileiros qualificados. No entanto, o programa está passando por uma situação bem conturbada, assim como outras iniciativas governamentais de educação, como é o caso do FIES (Fundo de Financiamento Estudantil).

De acordo com algumas informações que foram divulgadas para a imprensa, a verba federal do Pronatec está atrasada, ou seja, o programa ainda não pagou muitas das suas instituições parceiras. O Ministério da Educação, no entanto, anunciou que acertará parte das dívidas ainda nesse mês de março para que novas vagas gratuitas sejam disponibilizadas.

O Pronatec está praticamente parado por causa de uma grande dívida com o sistema “S”, considerado o principal executor do programa. O valor pendente é de R$ 800 milhões. A falta de pagamento tem colocado em risco a realização de vários cursos profissionalizantes. Com tantas contas para pagar, o programa vai realizar corte de recursos, algo que vai influenciar diretamente no número de vagas.

O Pronatec tem representado um investimento alto para os cofres públicos. Só em 2014, o MEC aplicou R$ 640 milhões. No ano passado, a presidente Dilma Rousseff anunciou o Pronatec 2.0, uma nova fase do Pronatec que se comprometeu em ofertar 12 milhões de novas vagas até 2019. Contudo, por causa das dívidas, o projeto do governo pode não se concretizar.

Se você quer acompanhar as novidades do programa e a abertura de novas turmas, então acesse o site pronatec.mec.gov.br.

Recomendados para você:

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *