PEP: tudo sobre esse programa de bolsas!


Você quer ingressar no ensino superior, mas não tem dinheiro? Então conheça todas as vantagens de realizar o Parcelamento Estudantil Privado (PEP). Entenda como funciona e veja como garantir o financiamento dos seus estudos.

O Parcelamento Estudantil Privado (PEP) é uma iniciativa privada que tem feito muito sucesso no Brasil. O programa não realiza a distribuição de bolsas propriamente ditas, mas permite financiar a faculdade. É uma boa alternativa para os universitários que não conseguem FIES.

Quem não consegue FIES pode contratar o PEP para financiar a faculdade. (Foto: Divulgação)

Quem não consegue FIES pode contratar o PEP para financiar a faculdade. (Foto: Divulgação)

O que é o PEP?

O Parcelamento Estudantil Privado é uma iniciativa privada, coordenada pelo maior grupo de educação do mundo. O programa, através de uma política acessível, ajuda a conquistar o tão sonhado diploma de ensino superior.

Com o PEP, a mensalidade do curso superior chega a contar com 70% de desconto. Portanto, o valor torna-se muito mais acessível para o bolso do estudante. O melhor de tudo, é que o pagamento só começa após a formatura.

O PEP não é tão burocrático quanto o FIES. O processo para ter direito ao financiamento estudantil é bem simples e rápido. A propósito, a iniciativa se destaca como o único financiamento pré-aprovado para alunos no ensino superior.

Várias faculdades privadas de ensino superior participam do PEP, como é o caso da Anhanguera, Pitágoras, FAMA, Unime, Uniderp e UNIC.

Modalidades do PEP

O PEP funciona com três modalidades diferentes, exclusivas para cursos de graduação presencial. São ela: PEP 25, PEP 30 e PEP 50. Os regulamentos estão disponíveis no site oficial dessa iniciativa privada.

O desconto de 70% é uma exclusividade dos cursos elegíveis e com vagas do PEP 25. Outro ponto importante: a oferta é válida apenas para alunos calouros, ou seja, ingressos no 1º semestre da graduação.

Vantagens do PEP

Grandes universidades são adeptas ao PEP. (Foto: Divulgação)

Grandes universidades são adeptas ao PEP. (Foto: Divulgação)

O Parcelamento Estudantil Privado se destaca como uma oportunidade única no mercado de educação. Ele tem várias vantagens, incluindo:

  • Possibilidade de parcelamento de até 70% da mensalidade. Ou seja, se um curso custa R$900,00, o aluno só paga R$270,00 por mês e o restante só depois de formado.
  • O financiamento não cobra juros nas parcelas.
  • O processo de adesão é simplificado e livre de burocracia. O aluno só precisa ser aprovado no vestibular.
  • Pagamento só depois da formatura.
  • Sem necessidade de ter conta bancária.
  • O prazo para o pagamento do valor financiado é equivalente ao tempo que durou o curso, ou seja, de quatro a cinco anos.

Como contratar o PEP?

Para contratar o Parcelamento Estudantil Privado, primeiro você precisa estar matriculado em uma instituição parceira do programa. O passo-a-passo da contratação é bem simples: inscreva-se no vestibular, faça a prova e, na hora de fazer a matrícula, informe que deseja aderir o PEP.

Sua faculdade não trabalha com PEP? Não se preocupe. Existe a possibilidade de transferir o curso para uma instituição conveniada ao Parcelamento Estudantil Privado. Solicite a transferência através do site www.parceleafaculdade.com.br.

Já falamos aqui tambem sobre o Educa Mais Brasil 2017, sugiro que leia tambem sobre o programa.

E aí? Restou alguma dúvida sobre como funciona o programa de financiamento estudantil? Deixe um comentário.

Recomendados para você:

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *