Fies e pronatec acabaram? Entenda aqui!


O Fies e o Pronatec são os principais programas de acesso à educação do país. No entanto, nos últimos meses os programas passaram por inúmeras mudanças e novas regras foram estabelecidas para a concessão de novas vagas. Entenda mais!

O Fies não é uma bolsa de estudos, através dele os estudantes conseguem crédito para pagar a faculdade e posteriormente pagam o valor total acrescido de juros e em parcelas várias parcelas, o que demanda muitos gastos para o governo. Já o Pronatec é uma bolsa de estudo, ou seja, o governo paga para que o aluno participante possa continuar no curso sem custo algum, porém, a bolsa não é aceita em cursos de nível superior.

A crise econômica causou cortes nos programas do governo. (Foto Ilustrativa)

A crise econômica causou cortes nos programas do governo. (Foto Ilustrativa)

Fies e Pronatec acabaram?

O Fies e o Pronatec foram criados há mais de cinco anos. Nos últimos anos, milhares de brasileiros foram beneficiados com um dos programas, que sem dúvida facilitam o acesso à educação, especialmente para quem não pode custear com as mensalidades de um curso técnico ou superior.

Por conta da crise do país, as verbas que sustentam o programa não são mais suficientes para conter tantos contratos do Fies ou manter tantos novos alunos pelo Pronatec, fazendo com que ambos sofressem cortes e tivessem menor número de vagas disponíveis. Sendo assim, o Fies e o Pronatec não acabou, foram mantidos pelo novo governo, mas com muitas restrições.

Cortes no Fies

O Fies passou por algumas mudanças para que novos contratos possam ser fechados a partir deste ano. Para que a verba disponível seja suficiente, o governo diminuiu o número de vagas e decidiu priorizar apenas cursos com nota 4 e 5 na avaliação do MEC, além disso, a maior parte das vagas são disponibilizadas em curso da área da saúde e da educação.

Os contratantes também terão que cumprir com novos requisitos para conseguir o Fies. O limite de renda não deve ser maior que 2,5 por pessoa e o aluno deve estar disposto a pagar o juros de 6,5% ao ano, sendo assim, o pagamento trimestral do juros que antes era de até R$50, atualmente pode atingir os R$150.

No caso do Fies, o número de vagas diminui e a taxa de juros aumentou. (Foto: Divulgação)

No caso do Fies, o número de vagas diminui e a taxa de juros aumentou. (Foto: Divulgação)

Cortes no Pronatec

O Pronatec também sofreu cortes. A verba prevista para 2016 era de 4 bilhões de reais, no entanto, apenas 1.6 bilhões foram liberados. Com isso, a oferta de vagas também reduziu bastante, este ano, a previsão é de que apenas 1,3 milhões de vagas sejam abertas em todo o país. Até 2019 o governo pretende beneficiar aproximadamente 5 milhões de brasileiros com o Pronatec, anteriormente a meta era abrir mais de 12 milhões de vagas até o ano de 2018.

Vale lembrar que as regras para conquistar um bolsa do Pronatec continuam as mesmas. O programa é para todos, não exige comprovação de renda e os pré-requisitos são apenas referente a matrícula no curso desejado, o que é definido pelas instituições de ensino que são parceiras do programa.

Recomendados para você:

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Creampie